Ouça o seu coração: taquicárdico, normal, palpitante, arrítmico,disparado…O corpo está querendo dizer alguma coisa com isso. Vá aomedico, faça os examens e os tratamentos mas aumente a percepção dosseus movimentos emocionais: impulsos contraditórios extremos, medoextremo, raivas guardadas, caladas, stress por competição etc. Se vocêestiver conectato com a sua boa autoestima verá que uma aparente derrotaagora reverterá em uma libertação mais à frente que o fará mais feliz.Trata-se de um processo de harmonização. Não pare de buscar a suafelicidade mas aceite aimponderabilidade da vida como parte decisivadesse encontro. As coisas virão às suas mãos.