Quando se tá diante de um amor cuja estética pessoal do parceiro está fora dos nossos padrões, ainda que saibamos que isso é bobagem e mesmo assim fica um pouco tenso para nós, o jeito é fechar os olhos e beijar com entrega, apagar a luz e amar e se deixar amar com total abandono….Não esqueça que se está diante de um amor!!! Depois, os dias seguintes farão falar mais alto, em nós, o resultado da “química” que é o que interessa…Se foi boa e intensa, o tempo se encarrega de mudar a ótica distorcida pelo nosso próprio  superego repressor, seeeeemmmpre trabalhando para que não sejamos felizes. A estética (física, fatores culturais, econômicos, sociais) atende estritamente ao social…que é o contrário do amor.