Criamos princípios éticos para estabelecer poderes, deveres e limites. Criamos a moral para apontar o cumprimento ou não da ética. Criamos a lei para punir quem está agindo de forma imoral e, portanto, desrespeitando a ética. Até aqui foi um grande passo, mas ainda está muito longe de contemplar a justiça, que é a idéia que gerou tudo isso. Precisamos disseminar consciência relacional generosa. Não se impõe consciência, não se ensina consciência, não se doa consciência. Adquire-se por contágio.