Eu reverencio a minha existência humana e me alinho com as fontes de vida.

Sou grato por viver sob a forma humana.

Perdôo-me por todos os meus erros e a todos que erraram para comigo.

Entrego-me inteira e unicamente aos mais puros sentimentos de alegria, de paz e de felicidade.

Eu me sinto um com a saúde e com a plenitude.

Eu dou à relação universal a minha sincera generosidade em cada ato que pratico.

Eu me amo incondicionalmente e, assim, o meu amor se reflete no amor a tudo e a todos.