Perder alguem, perder o contato amoroso, parar um namoro quando você ainda gosta da pessoa, separação no casamento, são coisas que acontecem devido a pouco grau de afinidade. (Afinidade é dinâmica). Derrepente o toque já não é tão bom, a entrega amorosa fica desigual, o tesão diminuiu. É bem comum aí você ficar com ciúme do bem que o outro vai viver sem você. A sensação de queda da auto-estima é bem doída. Demora um pouco pra gente perceber que a gente é tão legal quanto antes dessa relação ter começado.

Agora, você sentir ciúme DURANTE a relação é sinal de que você não está centrado só no afeto. Está inseguro quanto a qualidade do afeto que está trocando. Está com medo de que o outro possa viver ou já esteja vivendo uma história afetiva mais satisfatória do que a que vive com você, e aí voce fica com ciúme do outro ou da outra. E quando voce sente isso meu caro, já não está mais na alcova do amor, está no campo de batalha. Você já não está amando. Voce está se sentindo ameaçado pela perda do ente amado para o outro. Aí você começa a usar “armas” para desestimular, desestabilizar, sabotar, desencorajar a relação do seu ente amado com o(a) “outro(a)”. Poder, poder, poder. “No amor e na guerra vale tudo”, diz o nosso lado ID-ota. Lamento informar mas isso é doença, como dor de cabeça, diarréia, indigestão, cólica renal, etc. É nisso que dá querer PESSOAS em vez de querer AMOR.

Quando você começa uma relação amorosa e ela é linda, você quer que seja para sempre e, às vezes, até é. Mas a maioria acaba. O amor não acaba nunca mas a relação pode acabar ou ficar na espera de um momento melhor. Se você não aceitar isso então não está preparado para amar. O amor não é programável e está aí um dos motivos dele ser tão fascinante. Ele acontece, ou não. É exatamente a dificuldade de lidar com a imponderabilidade do amor que fará de você um manipulador. Se você tem baixa auto-estima você vai querer GARANTIR para você uma relação estável, eterna e a tendência à manipulação é grande. O que vai te irritar muito é que, se a pessoa com quem você está, aceitar ser manipulada ela estará dando assim o sinal de que também, com isso, está te manipulando. Transformou a entrega em moeda. Mas nada é pior do que voce ver que a pessoa deixou de ser quem ela é, para finjir ser quem você exigiu que ela fosse, e assim você se descobre se relacionando com uma projeção de você mesmo. Com o seu pior, com a sua incapacidade de amar o outro como êle é. Numa situação dessa, fica documentado que você não está amando e nem sendo amado. A persistir numa relação assim, isso vira tédio, desrespeito, perseguição, doença e até morte.

Até agora falei de pessoas que estão bem intencionadas em viver uma relação amorosa mas não estão emocionalmente preparadas.

Agora vou falar de algo muito pior: A relação de puro interesse político/familiar/social. São as pessoas de auto-estima praticamente inexistente e que usam as relações tidas e ditas como amorosas apenas para obterem destaque e progresso social. Mesmo que custe (e sempre custa) um grande retrocesso pessoal.

No bloco anterior o erro era cometido por imaturidade emocional, neste é por falta de escrúpulo mesmo.

Mulheres e homens que se colocam na vida amorosa como peças no tabuleiro de xadrês. Cada olhar, cada carícia, cada demostração pública de afeto é de caso pensado. Atos usados como estratégias para ampliar o poder no tabuleiro da vida. Nesse caso quando ocorre perda, o que se sente não é ciúme, é inveja destrutiva (que é bem parecido mas faz parte do nosso setor da caça).
Sabe aquela situação em que o cara está brigado com a moça mas fica junto porque precisa mostrar que está com alguém, nem se beijaram hoje. Daí aparece a outra moça que ele quer conquistar e só pra fazer ciúme pra essa outra ele tasca um beijão na boca da namorada. Talvez ela nem perceba que está sendo usada mas ficou contente porque ficou bem evidente para a outra que o seu namorado a ama. Daí chega entre quatro paredes e o cara dá um beijinho hiper chocho nela…e ela não entende nada.
Poder, poder, poder. Voce sabe do que estou falando. Quem já não viveu isso um dia?

O CIUMENTO SOFRE DA TERRÍVEL INCAPACIDADE DE AMAR.

Quando voce sentir que está, possivelmente, sendo vítima desse “esquema” convide seu parceiro para uma relação “just you and me”. Só os dois, sem social. Se ele ou ela te amar mesmo, vai topar na hora e ai voce descobre que era só impressão. Se ele ou ela negar, então a relação não é de amor (mesmo que ja tenha sido) é de poder. Cai fora!!!

Para concluir é bom dizer que todos nós, inclusive eu (rs), estamos sujeitos a recaídas e a ter acessos de imaturidade emocional ou mesmo de falta de escrúpulo. Então, da próxima vez que tiver com ciúme, toma Autoestimol que passa!

Efeito instantâneo.