Não dá pra conciliar amor e vínculo social. Socialmente o que conseguimos, no máximo, é um bom contrato. Pessoalmente, anonimamente e com maturidade emocional se consegue um bom amor. Publicou, dançou. A fantasia do casamento, graças a Deus, está acabando. O casamento está se tornando, aos poucos, mais um ritual de passagem tipo primeira comunhão, debutante, etc. O problema é que isso, às vezes, gera filhos e, se há uma coisa que o planeta não tá podendo, é ter mais gente. Mas a gente ainda não aprendeu a viver a Relação, estamos no egocentrismo individualista. Tem gente arranjando argumento de tudo que é tipo para dar continuidade à espécie procriando. Não é bem assim. A espécia só vai continuar se a gente parar de procriar por um bom tempo e passarmos a viver a Relação. Mas quem quer saber? O gado humano é induzido pelo poder, através da mídia, a consumir desenfreadamente, casar, procriar para DEPENDER.
É isso.
Se voce encontrou o amor da sua vida e quer continuar amando e sendo amado, pense bem.
Se voce levar esse amor para o ambito social ele vai morrer assassinado pelos padrões sociais. Se voce viver esse amor em segredo ele talvez morra, mas será de morte natural.
Boa sorte!